Logo Logo
Início
Em junho, IPP fica em -0,13%

Em junho de 2014, o Índice de Preços ao Produtor (IPP) variou -0,13% em comparação com o mês anterior, resultado superior ao alcançado em maio (-0,26%). É a primeira vez na série em que houve quatro meses consecutivos de variações negativas de preços (-0,41% em abril e -0,21% em março). O acumulado em 2014 foi de 0,93% em junho, contra 1,06% em maio. Na comparação com o mesmo mês de 2013 (acumulado em 12 meses), os preços aumentaram 5,04% em junho, contra 6,56% em maio.

O IPP mede a evolução dos preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos e fretes, de 23 setores da indústria de transformação. A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/precos/ipp.

Leia mais...
 
Objetivo da Pesquisa

 

Um índice de preços ao produtor mede as mudanças nos preços de oferta de um determinado país. Portanto, é um acompanhamento da variação média dos preços de produção de bens e serviços.

 O IPP, na concepção adotada pelo IBGE, está em consonância com a metodologia internacional mais atual, levantando as informações diretamente com os produtores.

Este índice possibilita aos agentes conhecerem, por exemplo, os mecanismos de transmissão de aumento de preços em cadeia, uma vez que levanta setores que estão na base da cadeia (produtores de bens intermediários, por exemplo) e outros no topo (produtores de bens de consumo).

O IPP está restrito às indústrias de transformação. No futuro todas as atividades econômicas (indústria extrativa, setor de serviços, agricultura etc) será incorporadas no índice.

 
Sistema de Coleta


Enquete
Qual o setor que sua entidade atua?
 
Eventos
Agosto 2014 Setembro 2014
Do Se Te Qu Qu Se
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31
Não há nenhum evento programado atualmente.